Saúde

Amazonas pode contar com mais 18 unidades de saúde, na Rede Amamenta Brasil

principal-municipio-contribuir-aumentar-aleitamento_ACRIMA20130307_0067_15Solicitação foi feita pela Prefeitura de Manaus, ao Ministério da Saúde para que 18 UBSs da capital passem a integrar o programa federal de aleitamento materno, por cumprirem as exigências necessárias

Dezoito Unidades Básicas de Saúde (UBSs) tiveram o seu credenciamento solicitado ao Ministério da Saúde, pela Prefeitura de Manaus para integrarem a Rede Amamenta Brasil. A solicitação foi feita por meio de ofício da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), garantindo que os 18 estabelecimentos de saúde já cumprem todos os critérios exigidos para inclusão.

O objetivo principal do município é contribuir para aumentar os índices de aleitamento materno.

Conforme o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, a Rede Amamenta Brasil é uma estratégia de promoção, proteção e apoio à prática do aleitamento materno na Atenção Primária, atuando na revisão e supervisão do processo de trabalho realizado nas UBSs, apoiada nos princípios da educação permanente e respeitando às características regionais.

Para integrar a Rede Amamenta Brasil, uma Unidade de Saúde precisa obedecer a critérios como a garantia da participação de, no mínimo, 80% da equipe de profissionais em Oficina de Trabalho em  Aleitamento Materno; monitorar os indicadores de aleitamento materno da sua área de abrangência; concretizar pelo menos uma ação pactuada ao final da oficina; e construir e instituir fluxograma de atendimento à mãe e ao bebê durante o período de amamentação.

Evandro Melo explicou que o credenciamento das 18 Unidades Básicas de Saúde passou a ser possível com as alterações que a Prefeitura de Manaus realizou no Programa de Nutrição Infantil “Leite do Meu Filho” e que incluiu a retirada das fórmulas infantis e leite integral das 18 UBSs, com deslocamento para novos pontos de entrega do produto para a população.

“Ao invés de fazer a entrega nas Unidades de Saúde, a Prefeitura montará postos de distribuição em locais próximos a prédios municipais de saúde e de ação social”, contou.

As UBSs que estão aguardando credenciamento estão divididas entre as quatro zonas distritais de saúde de Manaus: UBS Ajuricaba, UBS Bairro da Paz, UBS Deodato de Miranda Leão, UBS Maria Ida Mentoni, UBS Luiz Montenegro, UBS Mansour Bulbol e UBS Redenção (zona Oeste); UBS Lourenço Borghi, UBS Theodomiro Garrido, UBS São Francisco e UBS Lúcio Flávio Dias (zona Sul); UBS Armando Mendes, UBS Áugias Gadelha e Policlínica Anna Barreto (zona Norte); UBS Lago do Aleixo, UBS Geraldo Magela, UBS José Amazonas Palhano e UBS Maria Leonor Brilhante (zona Leste).

A previsão é que o credenciamento das 18 UBSs seja oficializado no dia 10 de abril.

Outras 36 Unidades de Saúde já estão sendo monitoradas e acompanhadas em suas ações de apoio ao aleitamento materno e a Semsa pretende solicitar o credenciamento ainda no segundo semestre desse ano para Rede Amamenta Brasil.

Fonte: acritica

Related Articles

Deixe uma resposta

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker