Notícia LocalNovidades

Cheia deixa 35 municípios do AM em estado de emergência

Já são 35 os municípios do interior do Amazonas em situação de emergência por conta da cheia dos rios, segundo levantamento atualizado ontem pela Defesa Civil do Estado do Amazonas. Ao todo, mais de 273 mil pessoas de 54,7 mil famílias já foram afetadas pela subida dos rios no Estado.

Manaus-Bares-Negro-interditar-passarelas-cheias-enchentes_ACRIMA20130601_0005_15A maior parte dos municípios afetados fica ao longo do rio Solimões: são 19 no total, sendo seis na região do Alto Solimões – Santo Antônio do Içá, Benjamin Constant, Atalaia Do Norte, São Paulo de Olivença, Amaturá e Tonantins – sete no Médio Solimões – Jutaí, Fonte Boa, Maraã, Tefé, Uarini, Urucurituba e Coari – e mais seis no Baixo Solimões – Manacapuru, Anori, Anamã, Iranduba, Caapiranga e Careiro da Várzea.

Na calha do Juruá são sete municípios que já decretaram situação de emergência por conta da cheia, segundo a Defesa Civil estadual: Ipixuna, Itamarati, Carauari, Eirunepé, Juruá, Guajará e Envira. Nas regiões do Médio e Baixo Amazonas, mais três cidades também estão em situação de emergência – Urucurituba, Alvarães, Altazes, Parintins, Barreirinha e Boa Vista do Ramos.

Apuí, no rio Madeira, Canutama, no rio Purus, Japurá, no rio de mesmo nome, e Manaus, no rio Negro, completam a lista dos 35 municípios em emergência. Em Manaus, o rio Negro chegou ontem à marca de 29,24 metros, um centímetro a mais do que o registrado no dia 30 de maio. Até o início da semana, o nível do rio Negro, em Manaus, vinha subindo, em média, de dois a quatro centímetros por dia. No último fim de semana, entre sexta-feira e segunda, o rio subiu dez centímetros.

Repasses

Anori, Iranduba e Manacapuru começam a ser atendidos com a ajuda humanitária do Governo do Estado, por meio do Subcomando de Ações de Defesa Civil-Subcomadec, a partir deste fim de semana.

As famílias afetadas nesses três municípios serão contempladas em duas fases, na primeira, com kits de cestas básicas e kits de medicamentos, na segunda fase serão enviados kits dormitório, kits higiene e água mineral.

Mais de quatro mil famílias já foram beneficiadas com 120 toneladas de ajuda humanitária (cestas básicas, kits de higiene pessoal, kits de limpeza, kits de medicamentos e kits dormitório) a primeira remessa foi enviada para os municípios da calha do Juruá, e no Alto Solimões e já estão no cronograma de entrega para os municípios do médio Solimões.

Fonte: acritica

Related Articles

Deixe uma resposta

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker