NovidadesSaúde

‘Mais Médicos’ contabiliza 213,9 mil pessoas atendidas no Amazonas

Programa já conta com 62 profissionais em atividade no estado.
Amazonas aparece em sexto lugar no ranking de pacientes atendidos.

O Amazonas aparece no sexto lugar no ranking de pacientes atendidos por profissionais do “Mais Médicos”, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, na terça-feira (15). De acordo com o balanço do órgão, 213,9 mil pessoas são beneficiadas no estado.julio_nakano_iniciou_os_trabalhos_nesta_quarta

O Ceará tem o maior número de pessoas atendidas, com 369 mil pacientes. Em segundo lugar está a Bahia, com 338 mil pacientes. Em seguinda, aparecem Minas Gerais (272 mil), Rio Grande do Sul (245 mil) e Pernambuco (220 mil).

De acordo com o Ministério, a atuação dos profissionais é calculado com base no número de famílias cadastradas para o atendimento nas unidades básicas de saúde. Atualmente, cada equipe de atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS) cobre, em média, 3.450 pessoas

Conforme o levantamento, o Programa Mais Médicos já conta com 62 profissionais em atividade no Amazonas, 47 a menos que no Ceará, que contabiliza 109 médicos.

No Brasil todo, são 1.020 profissionais distribuídos em unidades de saúde do interior e nas periferias de grandes cidades, beneficiando mais de 3,5 milhões de brasileiros. A maioria (61%) dessas pessoas vive no Norte e Nordeste.

O Ministério informa que o número de profissionais no país deve aumentar com a atuação dos 237 estrangeiros que aguardam a emissão do registro profissional provisório por parte dos conselhos regionais de medicina. No Amazonas, cinco estrangeiros (dois bolivianos, um espanhol, um português e um venezuelano) começaram a trabalhar em Manaus, nesta semana, após terem os registros liberados pelo Conselho Regional de Medicina (CRM).

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), os profissionais  dos municípios que recebem o Mais Médicos são: Manaus, Anori, Barcelos, Barreirinha, Beruri, Borba, Caapiranga, Canutama, Codajás, Envira, Guajará, Ipixuna, Itacoatiara, Itamarati, Japurá, Juruá, Jutaí, Maués, Nhamundá, Novo Airão, Novo Aripuanã, Parintins, Pauini, Presidente Figueiredo, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, Tabatinga e Urucurituba. Os DSEIs contemplados são o do Rio Negro, Solimões, Javari, Purus e Médio Solimões.

Mais Médico
Em setembro, 68 médicos estrangeiros foram impossibilitados de atuar devido inconformidades na documentação para emissão de registros.

O programa foi lançado pelo Governo Federal em julho deste ano e tem como objetivo melhorar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), acelerando os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde e ampliando o número de médicos nas regiões carentes do país.

Os médicos do programa receberão bolsa federal de R$ 10 mil, paga pelo Ministério da Saúde, mais ajuda de custo, e farão especialização em Atenção Básica.

Fonte: G1

Related Articles

Deixe uma resposta

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker