Notícia Local

Comitiva liderada pela ANTAQ realiza visita técnica à tríplice fronteira

A ANTAQ iniciará no começo do ano que vem uma campanha em Tabatinga para regularizar empresas que não são autorizadas. O foco será aquelas que prestam os serviços de transporte longitudinal entre o município amazonense e cidades vizinhas, além de travessias nacionais e internacionais. Tabatinga fica numa região de fronteira com Colômbia e Peru e, por isso, se torna área de atuação da Agência.

Portodetabatinga
Será realizado levantamento para identificar quais e quantas empresas operam em Tabatinga e proximidades e que não estão regularizadas. Depois disso, a Agência promoverá ações educativas, mostrando aos empresários da região os benefícios que a regularização junto à ANTAQ pode trazer.

Nos dias 3 e 4 de dezembro, uma comitiva, liderada pelo diretor da Agência, Adalberto Tokarski, visitou terminais públicos e privados nos municípios amazonenses de Tabatinga, Benjamin Constant e Atalaia do Norte. Além disso, o grupo pôde perceber, ainda, as condições do transporte longitudinal e de travessia, envolvendo essas cidades brasileiras e mais Islandia, no Peru, e Letícia, na Colômbia.

O diretor da ANTAQ ressaltou que, em relação aos terminais, há uma necessidade de melhor infraestrutura. “Constatamos uma presença importante da Marinha do Brasil, da Polícia Federal e do Exército na região, mas é preciso que outros órgãos federais também atuem com mais eficácia para melhorar a situação das instalações portuárias”, afirmou Tokarski.

Tokarski ressaltou que a posição de Tabatinga é geograficamente privilegiada, pois faz fronteira com o Peru e a Colômbia. Portanto, ele cobrou maiores ligações comerciais para que o município amazonense não fique isolado. “A falta de intercâmbio comercial maior entre o Brasil, Peru e Colômbia acaba deixando Tabatinga isolada, sendo que a cidade poderia ser um dos elos de um grande mercado consumidor, principalmente com a cidade peruana de Iquitos, que tem mais de 400 mil habitantes”, destacou o diretor.

A comitiva que visitou Tabatinga contou com representantes da ANTAQ, do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), da Secretaria de Portos, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), da Marinha do Brasil, do Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial no Estado do Amazonas (Sindarma), entre outras instituições. O capitão dos portos de Tabatinga, Luís Souza, recebeu o grupo.

Fonte: Antaq

Related Articles

Deixe uma resposta

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker