Notícia LocalNovidades

Pesquisa Arqueológica garante preservação do meio ambiente em Estirão do Equador, Atalaia do Norte

Com o objetivo de identificar a presença de vestígios arqueológicos na região onde esta prevista a construção da Usina Termoelétrica (UTE) Brasil Bio Fuels- Estirão do Equador, um grupo de pesquisadores, liderado pelo arqueólogo Dr. Rhuan Carlos Lopes realiza uma pesquisa  minuciosa, com coletas de dados e materiais além de esclarecimento junto à população do entorno, para garantir a preservação do patrimônio arqueológico. O empreendimento está localizado no município de Atalaia do Norte.

De acordo com o coordenador da pesquisa, o estudo faz parte das exigências do Licenciamento Ambiental da área, procedimentos que devem ser cumpridos por empreendedores para proteger o meio ambiente natural e cultural. Ele lembra que este tipo de pesquisa se faz necessário para evitar prejuízos ao meio ambiente. “Nossa intenção é verificar se na área destinada ao empreendimento há indícios de vestígios arqueológicos, para que sejam preservados” destaca.

A arqueóloga Francisca Bentes, coordenadora dos trabalhos de campo, explica que no caso da UTE Brasil Bio Fuels- Estirão do Equador, Atalaia do Norte, como as obras ainda não iniciaram, há  a possibilidade de se exercer um gerenciamento correto do patrimônio arqueológico.

O projeto conta com o apoio institucional do Museu de Arqueologia da Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas (SEC).

Related Articles

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker