NovidadesSaúde

Amazonas inicia campanha contra H1N1 com 1,5 mil salas de vacinação em todo o Estado

Iniciou nesta quarta-feira (20) em todo o Amazonas a corrida para vacinar a população contra a Influenza A, tipo H1N1. São 1.535 salas de imunização em todo o Estado e 183 só em Manaus. A meta da campanha é imunizar 1.103.723 pessoas dos grupos prioritários determinados pelo Ministério da Saúde, sendo 455.083 só em Manaus. O Estado é o primeiro do País a iniciar a campanha em 2019 por já ter registrado 27 mortes pela doença e 666 casos.

As 1.535 salas de imunização no Amazonas estão espalhadas nos 62 municípios do Estado. Cada prefeitura municipal define os locais de vacinação. Além disso, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) destacou 12 Centros de Atenção Integral à Criança (CAIC) e três Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (CAIMI), de 8 às 17h, para vacinar os públicos específicos.

Na capital, a vacinação acontece nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da Prefeitura de Manaus, no Parque do Idoso, na sede da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI) e nas Centrais de Distribuição do Leite do Meu. Além disso, 30 UBSs na capital vão funcionar com horário diferenciado em todas as zonas da cidade: são dez que já atendem de segunda a sexta, de 7h às 21h, e aos sábados, de 8h às 12h, e mais 20 com horário de 7h às 19h, de segunda a sexta, e de 8h às 12h, no sábado.

Até o momento, 48 municípios do interior já receberam doses da vacina, faltam 13. De acordo com o vice-governador e secretário estadual de Saúde, Carlos Almeida Filho, as doses devem chegar a todos os 61 municípios do interior do Estado até amanhã. O que atrapalhou a chegada das vacinas, segundo Almeida, foi o fenômeno natural da cheia dos rios.

“O motivo é o nosso regime extraordinário de cheias. Estamos com muitas localidades isoladas. A nossa Defesa Civil está trabalhando em conjunto nessa situação e nós estamos com um reforço com a Casa Militar e até amanhã todas as vacinas estarão chegando e todos os municípios estarão imunizando suas populações”, afirmou.

Vacinação em Manaus

De acordo com o secretário Municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi, em Manaus o dia D de imunização contra a H1N1 acontece no próximo dia 30 de março. “É nesse dia que vamos intensificar e aumentar o número de postos, quando serão mais de 600 locais mobilizados e é exatamente mais uma estratégia para nós batermos a meta, que é arrojada”, acrescentou ele.

“A nossa meta estabelecida é de que em 15 dias nós consigamos bater essa meta que é vacinar mais de 450 mil pessoas em Manaus e nas áreas rurais da capital. As nossas salas funcionam a partir das 8h e hoje nós já registramos grande movimentação dentro das unidades (UBS) e o que a gente espera é que a população fique livre do risco o mais rápido possível”, completou Magaldi.

O prefeito de Manaus, Arthur Neto, afirmou que deseja ampliar as vacinas para que sejam feitas em toda a população e não apenas nos grupos prioritários. “Já pedimos uma cota extra por que mais pessoas demandarão essa vacina e a gente está cansado de saber quais são os grupos de maior risco escolhido pelo Ministério da Saúde. Porém, eu entendo que há mais pessoas que lidam com o público e que precisam se imunizar, o que gente gostaria mesmo de ter uma dose extra para atender essas pessoas após as prioritárias”, afirmou.

Público-alvo

O público-alvo é formado por crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias, gestantes, profissionais de saúde e educação da rede pública e privada, indígenas, idosos com mais de 60 anos, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis; as portadoras de outras condições clínicas especiais como doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias (Síndrome de Down, Síndrome de Edward, Síndrome de Patau, Síndrome de Warkany).

Números

De acordo com a última edição do Boletim Epidemiológico da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Amazonas, atualizada na tarde de segunda-feira (18), pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), foram notificados 666 casos, sendo 107 positivos para o Vírus da Influenza A (H1N1) e 96 para Vírus Sincicial Respiratório (SRV). São 27 óbitos pela doença no Estado, sendo 22 em Manaus, dois em Manacapuru, um em Parintins, um em Itacoatiara e um em Japurá. Ainda segundo o boletim, são seis óbitos confirmados por Vírus Sincicial Respiratório, sendo cinco de Manaus e um de Borba, além de um óbito em Manaus por Parainfluenza tipo 3.

 Fonte: Acrítica.com

Related Articles

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker