AmazonasNovidades

Restrições no AM são prorrogadas até 31 de maio

O governador do Amazonas, Wilson Lima, prorrogou a suspensão do funcionamento de estabelecimentos comerciais e serviços não essenciais no Estado até 31 de maio. Outra medida anunciada é o uso obrigatório de máscara pela população. A decisão foi divulgada nesta terça-feira (12), durante coletiva de imprensa online, na página oficial do governo.

“Estive em reunião com os Poderes, representantes do comércio e da indústria para avaliarmos os números da Covid-19. Nós percebemos que nos últimos dias houve uma queda nos casos, contudo, usamos como principal parâmetro o número de enterros. Mas ainda é muito cedo para que a gente possa falar, com certeza e segurança necessária, que temos condições de fazer uma reabertura gradual do comércio”, disse o governador.

Durante coletiva de imprensa, Wilson Lima reiterou que a única alteração para essa prorrogação é a utilização obrigatória de máscara pelos cidadãos no Estado. “Terá aplicação de multas para quem descumprir o que está disposto no decreto, que deverá ser publicado assim que acabar o Decreto nº 42.247, onde já tínhamos estabelecidos essas regras”, disse.

O governador informou que realizou uma visita, na manhã desta terça-feira, em um clube de mães, localizado na zona sul de Manaus, onde o Estado adquiriu 1 milhão de máscaras caseiras, empregando cerca de 200 costureiras, muitas delas formadas pelo Cetam. “Hoje, inclusive, recebemos o primeiro carregamento de máscaras que serão distribuídas às instituições, pessoas em vulnerabilidade social e àquelas que não têm condições de comprar. Vamos garantir, por um lado, a proteção dessas pessoas, e por outro, uma atividade econômica para essas costureiras que estavam sem desenvolver nenhuma atividade”, ressaltou.

Ainda na coletiva online, Wilson falou sobre o retorno das obras do Governo do Amazonas, no início de julho. “A partir do dia primeiro (de julho), o Estado começa a retomar as suas obras de infraestrutura, de forma paulatina, dando a devida prioridade àquelas que são fundamentais aos municípios e ao Estado, como, por exemplo, a obra no município de Apuí, para ampliação de fornecimento de água”, explicou.

Fonte: D24am

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios