AmazonasNovidades

Reabertura gradual do comércio no AM será a partir de 1º de junho, anuncia Wilson Lima

A reabertura gradual do comércio no Amazonas será a partir da próxima segunda-feira, 1º de junho, segundo anunciou o governador Wilson Lima, durante a inauguração da primeira ala hospitalar do Brasil para tratamento de pacientes indígenas, na manhã desta terça-feira (26). O decreto que mantém apenas o comércio de serviços essenciais no Estado é válido até o dia 31 de maio.

O governador já havia apresentado um plano para o retorno gradual do comércio, que acompanha a curva dos casos confirmados de Covid-19 no Amazonas. A aplicação desse plano depende da redução do número de mortes.

“O número de óbitos por Covid-19 diminuiu no Estado ao longo dos últimos 15 dias. Tivemos um aumento de casos, mas também um número alto de recuperação, com mais de 23 mil pessoas recuperadas. Nós conseguimos enxergar uma luz no fim do túnel e todas as decisões de reabertura do comércio estão condicionadas à essa curva”, explicou Wilson.

Segundo o último boletim epidemiológico da Fundação de Vigilância em Saúdo do Amazonas (FVS-AM), divulgado nesta terça-feira, além da capital, outros 59 municípios do Estado possuem casos positivos de Covid, representando 54,92% dos casos confirmados da doença. Envira e Ipixuna são os únicos municípios que não apresentam casos positivos do novo coronavírus.

“Com relação ao interior do Estado, os prefeitos vão definir quando isso será mais oportuno de ser feito, de acordo com a realidade de cada região, de cada cidade, levando em consideração a dinâmica social e os números de Covid-19, o índice de  contaminação”, disse Wilson Lima.

Ainda de acordo com a FVS-AM, atualmente o Amazonas possui 31.949 casos positivos, 1.248 mortes (outros 286 óbitos estão em investigação e aguardam confirmação laboratorial) e 4.134 pessoas em isolamento domiciliar. Outras 25.465 pessoas passaram pelo período de quarentena (14 dias) e 498 pacientes estão internados em decorrência da infecção por coronavírus.

Possibilidade de novo ‘pico’

De acordo com uma pesquisa divulgada no dia 18 de maio pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam), há possibilidade de um outro ‘pico’ de Covid-19 no mês de junho, em Manaus, mais intenso do que o registrado no início de maio.

Para os pesquisadores, cerca de 85 mil pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus na capital do Estado, até o dia 11 de maio. A taxa ideal para uma rápida diminuição no número de casos é de 60% de isolamento social. Ou seja, qualquer medida que não obrigue o distanciamento social pode ser um grande risco para o aumento drástico no número de casos. A pesquisa foi realizada em semanas em que a taxa de isolamento social estava em 40%.

Fonte: D24am

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios