Saúde

Casos de dengue sobem 158% no AM e Manaus pode ter epidemia, diz MS

Manaus e mais 3 municípios do interior recebem atenção especial da FVS.

‘Aumento nos casos já era esperado’, afirmou diretor da Fundação.

combate_dengue_-_foto_carlos_lima_fvs-2OMinistério da Saúde divulgou, nesta segunda-feira (25), dados de um comparativo que coloca de frente o número de casos de dengue registrados nas sete primeiras semanas de 2012 e 2013. No boletim epidemiológico apresentado, o Amazonas aparece com um aumento de 158% em 2013, com 4.866 casos registrados no início do ano, quase 3 mil a mais que o número obtido em 2012, que foi de 1.883 casos. Entre as capitais, Manaus aparece como cidade com risco de epidemia, segundo o Ministério.

O diretor-presidente da Fundação de Vigilância e Saúde do Amazonas (FVS-AM), Bernardino Albuquerque, afirma que o aumento era previsível e já esperado pela fundação. “No início de 2012 estávamos saindo de uma epidemia em 2011, e é normal que o número de casos fosse baixo, até pela intensificação do serviço que uma epidemia exige. Sendo assim, é natural que no ano subsquente tenhamos um aumento que fique em evidência”, explicou.

Ele disse ainda que os muncípios que merecem maior atenção da Fundação neste momento são Manaus, Humaitá, Tabatinga e Macapuru, onde as ações de combate estão sendo intensificadas. “Estamos trabalhando em conjunto com as Forças Armadas para o trabalho de combate em vários municípios. Em Manaus temos uma parceria com a Fundação de Medicina Tropical (FMT), para a constante atualização de casos suspeitos e temos ainda o treinamento de 470 agentes de saúde para trabalhar no interior”, disse ao G1.

De acordo com a Agência de Comunicação do Amazonas (Agecom), foram registrados, ao todo, 1.077 casos confirmados da doença em todo o estado neste ano. Destes, 806 foram em Manaus, 127 em Tabatinga e 57 casos em Humaitá.

Segundo dados divulgados pela FVS no dia 20 de janeiro, cinco dias antes dos números apontados pelo Ministério da Saúde, o Amazonas havia registrado 912 casos confirmados da doença neste ano. Isto indica que em apenas cinco dias foram confirmados 165 novos casos, número que é preocupante.

Para Bernardino Albuquerque, a participação da população na prevenção é essencial para que se evite uma epidemia na capital do Amazonas. “É importante que a população faça a sua parte combatendo o mosquito nas pequenas ações do dia, pois a prevenção é tão importante quanto o combate”, completou.

Fonte: G1

Related Articles

Deixe uma resposta

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker