Notícia LocalNovidades

Fronteira da Amazônia conta com cinco mil militares atuando para Copa

Forças Armadas realizam ações de segurança de 9 mil km de fronteira no Amazonas, Roraima, Rondônia e Acre recebem operação especial.
dsc_3204editada Durante a Copa do Mundo, as Forças Armadas atuarão com efetivo de 6.800 homens na segurança das fronteiras e das estruturas estratégicas em Manaus, que terá quatro jogos do Mundial. Aproximadamente 9 mil km da faixa de fronteira que abrange o Amazonas, Roraima, Rondônia e Acre recebem ações ostensivas.

Segundo o comandante militar da Amazônia, general Guilherme Theophilo, a Operação Ágata 8 realizada em maio foi uma prévia dos trabalhos integrados na Amazônia Ocidental. “Começamos no dia 10 fazendo um pequeno cinturão defensivo no entorno dos delitos transfronteiriços. Terminamos no último dia 22 a primeira fase da operação e efetuamos bastantes apreensões”, destacou.

O efetivo total do Exército para segurança nas fronteiras do Brasil com a Bolívia, Peru, Colômbia e Venezuela é de 5 mil homens e 1.800 militares também atuarão em Manaus durante o mundial.

“Esse número é suficiente para atender a demanda das fronteiras. Durante a Copa permanecemos desdobrados nas fronteiras com Batalhões e Pelotões de Fronteiras, com operações de inteligência e operações especiais caso necessário”, enfatizou o comandante do CMA.

A Operação Copa 2014 foi iniciada no dia 21 de maio com foco na integração das ações de segurança pública e de defesa nos três níveis atuação: federal, estadual e municipal.
“Cerca de oito helicópteros, quatro navios, 17 lanchas, quatro aeronaves de combate, bem como artilharia antibomba. Podem ser mobilizados, também, meios de outras regiões, caso haja necessidade”, revelou o Comando Militar da Amazônia (CMA).

No âmbito nacional da defesa, 57 mil militares da Marinha, Exército e Aeronáutica estarão mobilizados para atuarem nas cidades sede dos jogos do Mundial. Essa atuação se dará em 10 eixos: Defesa aeroespacial e controle do espaço aéreo, Proteção de estruturas estratégicas, Defesa marítima e fluvial, Cooperação nas fronteiras, Fiscalização de explosivos, Segurança e defesa cibernética, Defesa química, biológica, radiológica e nuclear, Prevenção e combate ao terrorismo, Emprego de helicóptero e Força de contingência.

Fonte: Adneison Severiano Do G1 AM

Related Articles

Deixe uma resposta

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker